Explorando frequências baixas

23 09 2018

George Karayannopoulos

1,2 kHz: Rádio das cavernas. Este é realmente o porão do rádio! Espeleólogos (exploradores de cavernas) usam beacons nestas frequências para marcar posições. Comunicações em CW também são suportadas. Outras frequências, abaixo de 200 kHz, também são usadas.

3 – 20 kHz: Rádio Natural. Ondas de rádio geradas por fenômenos naturais podem ser encontradas em todas as faixas. Quem nunca ouviu a chegada de uma tempestade na forma de estática em um rádio AM? O que faz dessa faixa especial, entretanto, são os tipos de “sinais” que podem ser ouvidos: murmúrios, cliques, assovios, chiados. Alguns praticantes do nosso hobby dedicam tempo integral a essas frequências, estudando os sons ouvidos. Teorias sobre o que gera esses sons foram desenvolvidas com base em tais estudos. As pesquisas sobre esses excitantes fenômenos radiofônicos continuam.

10 – 14 kHz: OMEGA. Este é um sistema mundial de radionavegação baseado em oito transmissores. Posições podem ser determinadas pela medição de diferenças de fase entre os sinais que chegam dos diferentes transmissores. A precisão deste sistema é limitada comparada com outros, especificamente o GPS. 20 kHz (e também 60 kHz nos Estados Unidos) também são usados por estações de sinais horário e frequência padrão. A mais famosa é a WWVB, de Boulder, Colorado, uma das estações de sinais horários  do Instituto Nacional de Padrões e Tecnologia (NIST). Existem outras emissoras do gênero, mas em frequências diferentes dos 20 kHz.

90 – 110 kHz contém o sistema LORAN (Auxílio à Navegação à Longa Distância), um sistema de radionavegação para uso marítimo e aeronáutico. Depende de uma série de transmissores de alta potência sintonizados em 100 kHz e transmitindo sinais especiais. Diferentemente dos beacons não direcionais, as posições via LORAN são determinadas pela diferença no tempo de chegada dos sinais entre os múltiplos transmissores.

148,5 – 283,5 kHz é uma faixa em que emissoras de radiodifusão de alguns países podem ser encontradas. Geralmente trata-se de programação doméstica em AM. Algumas utilizam transmissores muito potentes e foram captadas no mundo todo. (OK, não é Dexismo Utilitário, mas pode render algumas captações interessantes quando você estiver buscando beacons. 🙂

160 – 190 kHz: Faixa LOWFER. Esta faixa foi reservada pela FCC para transmissões com baixa potência e sem necessidade de licença. O uso de transmissores caseiros é permitido, bem como para comunicação simplex (a maioria em CW), assim como beacons.

160 – 190 kHz: Rede de Emergência por Onda Terrestre dos Estados Unidos (GWEN) pode ser encontrada aqui. Trata-se de uma rede criada para fornecer comunicações na eventualidade de ataque nuclear, valendo-se dos efeitos relativamente pequenos de tais eventos na propagação em ondas longas. RTTY encriptado parece ser o modo mais usado.

190 – 435 kHz: Beacons não direcionais (NDBs). Conforme o nome sugere, esses transmissores irradiam um sinal único em todas as direções para auxílio à navegação. O que é único sobre esses sinais é que enviam a identificação continuamente, a maioria 24 horas por dia, sete dias por semana. Este é realmente o sonho de qualquer Dexista, pois nenhum outro meio transmite a identificação com tanta frequência. Para o navegador em busca de uma posição ou rota, isso pode ser uma verdadeira bênção. Tudo que o navegador precisa fazer é sintonizar algumas dessas transmissões (de identificação e localização conhecida), procurar a direção e a partir disso calcular a posição. Para o ouvinte de ondas longas, os beacons são uma bênção também. Eles estão lá, transmitindo a identificação dia e noite, apenas esperando para serem captados. Os caçadores de beacons investem horas na busca de novas escutas ou verificando os já familiares.

415 – 505 kHz: Serviço móvel marítimo. Os Dexistas Utilitários podem encontrar tráfego em CW. 500 kHz é a frequência de chamada de emergência. Há pouco tempo atrás as autoridades dos Estados Unidos anunciaram que o monitoramento dos 500 kHz não será mais obrigatório. A faixa tem experimentado considerável queda de tráfego conforme as comunicações por satélite ficam mais populares entre as embarcações. Também são usadas para comunicações militares, especialmente com submarinos.

Artigo traduzido mediante autorização. A publicação em qualquer outro meio é expressamente proibida.

Você já conhece o canal Regional DX no Youtube? Vídeos novos publicados nos dias pares do mês. Não deixe de se inscrever, curtir os vídeos, comentar e compartilhar o conteúdo. Visite em youtube.com/regionaldx





Rádio Brasil – Campinas/SP

21 09 2018

Esta foi mais uma emissora que tentei confirmar no passado, inclusive quando ainda transmitia em ondas tropicais, e que graças ao envio do PPC obtive o devido retorno.

 





Rádio Banda 1 – Sarandi/PR

19 09 2018

As emissoras que operam em ondas médias a partir do norte do Paraná não são de sintonia muito fácil por aqui. Trata-se de uma captação inédita a somar para este acervo.

A Rádio Banda 1 foi captada em Sorocaba/SP na frequência de 1090 kHz conforme áudio abaixo:





Rádio México Internacional

17 09 2018

Embora não seja um país que teve uma quantidade muito expressiva de emissoras em ondas curtas, o México teve em alguns casos presença com bastante longevidade. A outra emissora conhecida do país (Radio Educación) transmite até hoje, embora a sintonia no Brasil não seja fácil.





A história da KSDA

15 09 2018

Adrian M. Peterson

Foi no ano de 1968 que a liderança da Igreja Adventista em sua sede em Washington começou a se interessar pelo desenvolvimento de uma rede de estações em ondas curtas para transmissão de programação religiosa. Na época, o Dr. Walter Scragg, neozelandês de pais australianos, estava servindo no departamento de comunicação.

Três anos depois, o jovem casal Allen e Andrea Steele foi convidado a estabelecer residência em Lisboa, Portugal, onde inauguraram a primeira transmissão do que seria identificado em breve como Adventist World Radio. A primeira transmissão em ondas curtas foi feita a partir do transmissor três da Radio Trans Europe em Sines, em 1 de Outubro de 1971 com um serviço direcionado ao leste europeu na faixa de 31 metros.

Um plano para cobertura mundial em ondas curtas e incluiria quatro estações na Europa, Pacífico, América Central e África. Um longo período de pesquisa intensa começou para buscar um local capaz de receber os transmissores no território pacífico-asiático e várias localidades foram consideradas. Entre as probabilidades estavam o Sri Lanka, Ilhas Maldivas, Filipinas, Coreia do Sul, Havaí, Palau e Guam.

Finalmente Guam foi escolhida e a família Steele, agora com experiência no mundo das ondas curtas, foi convidada a se mudar para lá. O primeiro escritório temporário da estação da AWR em Guam compartilhava das instalações da missão Adventista em Agana.

Em Setembro de 1984, a FCC emitiu uma permissão de construção da nova estação de ondas curtas que ficaria a 40 acres do mar em Facpi Point, na costa oeste da ilha. A propriedade ficava no vale da montanha Lamlam, ponto mais alto da ilha de Guam.

Os trabalhos começaram na nova propriedade em 11 de Setembro de 1985 quando uma escavadeira começou a preparar uma o acesso da estrada “Torres Adventista”, próxima à Highway 2. Um mês depois ocorreu a cerimônia de instalação da pedra fundamental, com a participação do governador da ilha, Ricardo Bordallo.

Neste período os Steeles transferiram o escritório da Adventist World Radio para uma casa em Agat, a Casa Rosada, a 1,5 km de distância da emissora. A estação em Guam foi designada AWR-Ásia e a AWR-Ásia original, que ficava em Poona, Índia foi redesignada como AWR-Sul da Ásia.

Em 18 de janeiro de 1987, houve uma cerimônia dedicada à emissora na qual o governador da ilha, Joseph Ada, participou. Quase 500 pessoas participaram, incluindo diversos líderes religiosos provenientes de Washington. Visitantes oficiais de Agana chegaram com escolta de diversas motocicletas da polícia.

O brilhante prédio branco do transmissor foi adornado com as bandeiras coloridas de 22 países, representando os territórios que estariam na principal área de cobertura desta nova estação de ondas curtas. Entre as apresentações musicais estavam o coral Voz da Profecia, da Coreia do Sul e um conjunto de percussão de Agana. O coral coreano também se apresentou no palácio do governo e na Igreja Presbiteriana Coreana em Agana.

Os dois primeiros transmissores da AWR Facpi Point foram fabricados na França pela Thomson-CSF; 100 kW modelo TRE2311P. O transmissor 1 foi conectado à antena 1, uma TCI modelo 611; e o transmissor 2 à antena 3. Muitos indicativos prováveis foram considerados, mas no final o adotado foi o óbvio, KSDA, para Igreja Adventista do Sétimo Dia foi escolhido e aprovado pela FCC.

O transmissor KSDA1 foi colocado em funcionamento às 14:35 horário local em 5 de Março de 1987, com um anúncio informando: “Esta é a Rádio Mundial Adventista Ásia , KSDA Agat Guam, transmitindo em 11720 kHz. Esta é uma transmissão de teste.” O transmissor começou a operar regularmente na noite seguinte às 19:00.

O transmissor KSDA2 começou uma semana de transmissões de teste em 24 de Outubro de e entrou em operação regular em 1 de Novembro.

Vários anos se passaram e dois outros transmissores de ondas curtas com 100 kW foram adquiridos, desta vez da Continental, de Dallas, Texas. Eram unidades modelo 418E e 418F.

Para a inauguração do transmissor KSDA3 em 16 de Maio de 1995 houve uma outra cerimônia, celebrada com uma transmissão ao vivo em Chinês e Inglês dirigida à Ásia. O transmissor KSDA4 entrou em operação regular em Janeiro de 1996, completando assim os planos da AWR-Ásia: quatro transmissores de 100 kW e quatro antenas.

Artigo traduzido mediante autorização. A publicação em qualquer outro meio é expressamente proibida.

Você já conhece o canal Regional DX no Youtube? Vídeos novos publicados nos dias pares do mês. Não deixe de se inscrever, curtir os vídeos, comentar e compartilhar o conteúdo. Visite em youtube.com/regionaldx





Radio Provincia – La Plata/Argentina

13 09 2018

Esta é uma das emissoras argentinas com sintonia mais fácil em minha região durante o inverno. Pena essa facilidade não se refletir em confirmação…

A Radio Provincia foi captada em Sorocaba/SP na frequência de 1270 kHz conforme áudio abaixo:





Rádio Canção Nova – Paulínia/SP

11 09 2018

As emissoras da Rede Canção Nova normalmente são bastante receptivas às correspondências, rendendo um bom nível de retorno.