Jovem Pan – Ponta Grossa/PR

29 06 2018

Esta foi uma captação que rendeu até mesmo comentários em meu canal no YouTube por conta do sinal ter chegado inclusive com RDS. A confirmação veio para fechar este interessante ciclo.





Gazeta AM – São Paulo/SP

27 06 2018

A Rádio Gazeta tem sintonia bastante razoável na região tanto em FM como por meio de sua frequência em ondas médias durante as 24 horas do dia. Curioso notar que a identificação menciona as frequências em ondas curtas que estão inativas há vários anos.

A Gazeta AM foi captada em Sorocaba/SP na frequência de 890 kHz conforme áudio abaixo:





Voice of Asia

25 06 2018

A Voice of Asia foi durante alguns anos a segunda emissora a transmitir em ondas curtas desde Taiwan. Hoje faz parte da Radio Taiwan International.





O serviço do norte da KDKA

23 06 2018

Adrian M. Peterson

O primeiro serviço internacional regular em ondas curtas foi inaugurado pela Westinghouse na época em que seus transmissores ainda estavam no topo do Edifício K de seu complexo fabril em East Pittsburgh, Pennsylvania. Mas, na época a produção dos programas já tinha sido transferida do Edifício K para o Hotel William Penn, no número 530 da William Penn Place, no subúrbio de Pittsburgh.

Em seu livro sobre a história da radiodifusão em ondas curtas nos Estados Unidos, Michael K. Sidel conta a história de como a famosa emissora de ondas médias  KDKA começou o primeiro serviço internacional em ondas curtas. Foi no verão do ano de 1923 que a KDKA, que na época ainda nem tinha chegado ao seu terceiro ano de vida, em que George A. Wendt, da subsidiária canadense da Westinghouse Company, de Hamilton, Ontário, sugeriu que a KDKA introduzisse um serviço para os residentes no extremo norte do país.

No verão de 1923, os postos do norte da Real Polícia Montada do Canadá recebeu receptores de ondas curtas que podiam sintonizar a programação da KDKA-8XS desde Pittsburgh. O Serviço do Norte da Westinghouse foi introduzido naquele mesmo verão e ia ao ar em ondas médias e curtas todos os sábados à noite.

A programação consistia de cartas dos ouvintes, notícias e músicas e era dirigida à região do Ártico canadense, incluía postos da polícia, pessoal em serviço comercial na Baía Hudson como os da empresa francesa Revillon Freres e missões católicas isoladas. A KDKA recebeu diversas cartas elogiosas de ouvintes após o final do inverno na região, que permitiu o fluxo de correspondência no ano de 1924.

Histórias do serviço do norte incluem a transmissão de uma mensagem especial a um caçador na Baía Hudson em 17 de Janeiro de que sua esposa estava se recuperando satisfatoriamente após uma cirurgia de emergência. Entretanto há mais sobre esta história interessante que uma mera frase:

Em 1906, James S. C. Watt, na época com 22 anos, migrou da Escócia para o leste do Canadá, onde aceitou logo em seguida um emprego na Hudson Bay Company. Na mesma época, a estudante secundária Maud Maloney chamou sua atenção. Maud nasceu na Península Gaspe, na costa sul do Estuário St Lawrence em 1894, era a décima filha de uma família de ascendência irlandesa e francesa com dezesseis crianças. Ela era fluente em Francês e Inglês, e subsequentemente adquiriu conhecimento do idioma Algonquin falado no norte em nível de conversação.

Conforme o tempo passou, James Watt aceitou uma transferência por parte da Hudson Bay Company para Fort McKenzie, na província de Quebec; e Maud aceitou um emprego durante o estágio inicial da I Guerra Mundial como telegrafista em Clarke City, um pouco a leste da entrada norte do estuário do golfo St. Lawrence. Posteriormente, em uma cerimônia simples, o presbiteriano James Watt, nos seus vinte e poucos anos e a garota católica Maud Maloney, que estava na faixa dos dezoito, se casaram e estabeleceram residência em Fort McKenzie.

Embora o pequeno entreposto comercial de Fort McKenzie fosse localizado no norte da província de Quebec, era acessível apenas após uma árdua viagem de navio pela costa de Labrador seguida por um longo trajeto de 320 km. A família Watt viveu boa parte de sua vida naquela localidade.

Em uma ocasião, Maud precisou passar por uma cirurgia de emergência e viajou para um hospital em North Bay, a 280 km ao norte de Toronto. A operação foi um sucesso e ela queria informar seu marido, que ainda estava a caminho de Fort McKenzie, de que estava tudo bem.

Ela tinha alguns amigos que fizeram contato com a estação KDKA e Frank E. Mullen incluiu a mensagem de boa nova na transmissão do serviço rural. James Watt costumava ouvir a frequência em ondas curtas da KDKA em busca de notícias, informações e entretenimento. O solitário residente do norte posteriormente agradeceu à emissora por carta a emissora, informando que de fato tinha ouvido a informação sobre sua esposa.

Três anos e meio depois, Maud estava em outra viagem pela costa de Labrador, retornando a Fort McKenzie. Junto com ela estavam seus dois filhos, Hugo, com dois anos e meio, Jaqueline, com seis meses e uma criança adotada de nove anos, Alice McDonald.

Em 22 de Julho de 1927, o navio Bayrupert, que estava em sua segunda viagem pelo norte, colidiu com a rocha Clinker e teve seu casco partido ao meio. O operador de rádio enviou imediatamente um pedido de socorro em código Morse e em resposta um rebocador resgatou todos a bordo e os desembarcou na ilha Farm Yard. Logo depois, Maud e seus três acompanhantes embarcaram no navio Kyle de volta a Newfoundland, onde aguardaram a até que os navios voltassem a percorrer a costa na primavera do ano seguinte.

Tanto Maud como James se afeiçoaram aos povos do norte e seu serviço a eles foi extensamente reconhecido. Maud recebeu o título informal de Anjo da Baía Hudson; diversos livros narraram suas façanhas e filmes registraram suas aventuras pelo Ártico canadense.

Vamos voltar a 1924: em 4 de Agosto o governo canadense solicitou à KDKA para manter contato com o navio de suprimentos da Guarda Costeira CGS Arctic durante sua jornada anual pelos postos isolados do norte do país. Os equipamentos de rádio foram instalados no CGS Arctic em Quebec antes de iniciar sua viagem, com William Choat, um rádio amador de Toronto, como operador de rádio. O CGS Arctic tinha sido registrado em Newfoundland, que na época não fazia parte do Canadá, e seu equipamento de rádio foi licenciado com o indicativo VDM.

Conforme solicitado, a estação de ondas curtas da KDKA em Pittsburgh manteve contato regular em código Morse durante os quase três meses da viagem de 1924 do CGS Arctic de Quebec rumo aos postos de norte e de volta a Quebec. Um dos rádio amadores que mantiveram contato com William Choats durante a viagem foi um pioneiro no hobby, Gerald Marcuse (G2NM). Há que se ressaltar que Marcuse começou a transmitir em ondas curtas três anos depois e esse foi o início da programação internacional em ondas curtas a partir da Inglaterra.

Na época, o serviço do norte da KDKA-8XS era apresentado geralmente em Inglês, embora em determinadas ocasiões o Bispo Turquetil falasse aos habitantes do norte do Canadá em um dos idiomas Esquimós. Em 1938, o programa passou a ser irradiado em cinco idiomas: Inglês, Francês, Dinamarquês, Islandês e Esquimó. As transmissões da temporada do inverno de 1939 começaram com uma mudança dupla de indicativo, de W8XS para W8XK e então para WPIT.

Em Dezembro de 1933, a Canadian Radio Broadcasting Corporation (CRBC) iniciou seu próprio serviço para o norte intitulado Canadian Northern Messenger e foi baseado no conteúdo de sucesso da KDKA, que já tinha dez anos de idade. Esta será uma história para um próximo artigo.

Artigo traduzido mediante autorização. A publicação em qualquer outro meio é expressamente proibida.

Você já conhece o canal Regional DX no Youtube? Vídeos novos publicados nos dias pares do mês. Não deixe de se inscrever, curtir os vídeos, comentar e compartilhar o conteúdo. Visite em youtube.com/regionaldx

 





Rede do Bem FM – Campinas/SP

10 05 2018

Até mesmo por conta da distância, esta é mais uma das FMs campineiras que marca presença todos os dias com bom sinal.

A Rede do Bem FM foi captada em Sorocaba/SP na frequência de 105,5 MHz conforme áudio abaixo:





Interativa FM – Avaré/SP

8 05 2018

Receber uma confirmação acompanhada por carta está ficando cada vez mais raro nos dias atuais. Uma confirmação acompanhada por carta em papel timbrado é algo ainda mais raro.





O serviço mensageiro do norte canadense

6 05 2018

Adrian M. Peterson

No verão de 1923, receptores de ondas curtas foram enviados a postos avançados da Real Polícia Montada Canadense com o propósito de permitir a sintonia da estação de ondas curtas dos Estados Unidos KDKA, de Pittsburgh, Pennsylvania. Com isso, famílias isoladas servindo no congelante norte canadense poderiam se manter em contato com os eventos no resto do mundo diminuindo assim a sensação de solidão.

A subsidiária canadense da Westinghouse em Hamilton, Ontário, sugeriu à KDKA que produzisse algum tipo de programação especial a esses moradores isolados e que fosse direcionada ao norte na faixa de ondas curtas. A KDKA, na época com apenas dois anos e meio de vida, preparou uma programação especial para o extremo norte do Canadá, iniciando o no verão de 1923 o Serviço para o Extremo Norte da KDKA.

A programação consistia de cartas dos ouvintes, mensagens à famílias isoladas e amigos, notícias, informações e músicas. Tais transmissões foram inseridas inicialmente na programação já existente da KDKA, embora conforme o tempo passou o Serviço para o Extremo Norte passou a ser um programa em si.

Tal conteúdo tornou-se regular durante o inverno, indo ao ar geralmente de Novembro a Maio. Em muito ajudou nas diversas situações em que a entrega de correspondências ou outras mercadorias foi suspensa por conta do inverno Ártico.

As transmissões eram feitas pela KDKA em ondas médias e pela 8XS em ondas curtas (posteriormente W8XK e WPIT), bem como por outras emissoras de ondas médias e curtas da Westinghouse nos Estados Unidos. O serviço foi mantido por 17 anos.

Em uma publicação de 1939 havia a informação de que a programação iria ao ar pela KDKA em ondas médias e pela WPIT em ondas curtas a partir de 1 de Novembro. Imagino que esta foi a temporada final do Serviço para o Extremo Norte, que foi ao ar até Maio de 1940.

Em 1932, uma rede pequena de transmissores de ondas médias anteriormente mantidos e operados pela Estrada de Ferro Nacional Canadense foi adquirida pela CRBC, a recém formada Canadian Radio Broadcasting Commission. Inicialmente, a CRBC operou apenas três emissoras: CRCO em Ottawa, Ontário, CRCA em Moncton, New Brunswick e CRCV em Vancouver, Columbia Britânica, com a estação Vancouver como cabeça de rede.

Logo depois de organizada, a CRBC começou a planejar seu próprio serviço para o norte, que passou a ser uma cópia bem sucedida da empreitada da KDKA-8XS. Em Dezembro de 1933, o novo programa, sob o título Mensageiro do Norte Canadense, foi inaugurado em um programa especial de sábado à noite e transmitido a partir de todas as emissoras de ondas médias da crescente rede da CRBC.

No início, as transmissões tinham um duração de uma hora e meia a duas horas e iam ao ar nos sábados às 23:30. Assim como para as transmissões via KDKA-8XS, consistia de cartas de ouvintes, mensagens importantes de familiares e amigos, notícias e músicas. Da mesma forma era transmitida durante o inverno no Ártico, entre Novembro e Maio.

A produção dos programas era feita no estúdio da CRBC em Toronto. A estação de ondas médias em Toronto contava com uma mistura interessante de equipamentos de outras emissoras da região e utilizava o indicativo CRCT.

Além da cobertura em ondas médias, a programação ia ao ar em ondas curtas. Em seu interessante livro “The Early Shortwave Stations”, o historiador do rádio Jerome Berg, de Boston, informa que inicialmente quatro estações de ondas curtas do Canadá levaram ao ar o Serviço Mensageiro do Norte Canadense de forma regular conforme segue:

VE9DN – Drummondville – Quebec – Marconi Co – 6 kW – 6005 kHz

VE9GW – Bowmanville – Ontário – Gooderham & Worts – 0,2 kW – 6095 kHz

VE9CL – Winnipeg – Manitoba – Richardson Co – 2 kW – 6150 kHz

VE9JR – Winnipeg – Manitoba – Richardson Co – 2 kW – 11720 kHz

Quatro anos depois a CRBC passou a integrar uma organização similar, a CBC, Canadian Broadcasting Corporation, fato ocorrido em 2 de Novemdro de 1936. A produção e transmissão do referido programa continuou sob administração da CBC.

Em 1937, conforme nos informa Jerome Berg, o esquema de transmissões nas noites de sábado passou a ser o seguinte:

VE9DN – Drummondville – Quebec – Marconi Co – 4 kW – 6005 kHz

CRCX (VE9GW) – Bowmanville – Ontário – CBC – 0,5 kW – 6095 kHz

CJRO (VE9CL) – Winnipeg – Manitoba – Richardson Co – 2 kW – 6150 kHz

CJRX (VE9JR) – Winnipeg – Manitoba – Richardson Co – 2 kW – 11720 kHz

W8XK (8XS) – Saxonburg – USA-PA – Westinghouse – 40 kW  – 4 faixas de ondas curtas

Dezoito anos depois e já estamos em 1954. A II Guerra Mundial já tinha terminado e a expansão e desenvolvimento do pós-guerra estavam a plano vapor. As transmissões foram reintroduzidas a partir da noite de 5 de Novembro e a lista de emissoras de ondas médias que levavam ao ar o conteúdo eram:

CBW – Winnipeg – Manitoba – 50 kW – 990 kHz

CBK – Watrous – Saskatchewan – 50 kW – 540 kHz

CBX – Lacombe – Alberta – 50 kW – 1010 kHz

CBXA – Edmonton – Alberta – 0,1 kW – 740 kHz

Cada edição do programa era produzido nos estúdios da CBC das estações CBX e CBXA em Edmonton, Alberta, para posterior transmissão em ondas médias e curtas. Exatamente uma semana depois, uma gravação da transmissão original era retransmitida pelos 50 kW da estação de ondas médias CBA em Sackville, New Brunswick.

Além da programação a partir dos estúdios da CBX e CBXA em Edmonton, esta também ia ao ar por meio da VED, uma estação utilitária operada pela Royal Corp of Signals em seu acampamento no extremo norte de Edmonton. Esta área hoje é ocupada por residências.

O transmissor militar de 5 kW, modelo TH41, foi construído pela subsidiária local da Marconi em Kanata, Ontário e usado para retransmissão da programação da CBC para uma rede pequena de estações de ondas médias no norte. As três letras do indicativo VED são relacionadas a: Canadá para a letra inicial V e Edmonton para as letras subsequentes ED.

A estação VED entrou em operação em 1924 e passou a integrar o serviço de retransmissão da CBC em 1949, permanecendo até 1956. Ouvintes relataram três canais em ondas curtas usados para alimentar as emissoras de baixa potência em ondas médias: 8255 kHz, 8265 kHz e 7230 kHz.

Dois anos depois do fim das retransmissões da CBC pela VED (1958), houve o anúncio de planos para instalação de um transmissor de 50 kW em Vancouver para cobertura de áreas isoladas no norte. Tal plano nunca foi implementado, mas houve então a inauguração do Serviço do Norte da CBC, que será tema de outro artigo no futuro.

Artigo traduzido mediante autorização. A publicação em qualquer outro meio é expressamente proibida.

Você já conhece o canal Regional DX no Youtube? Vídeos novos publicados nos dias pares do mês. Não deixe de se inscrever, curtir os vídeos, comentar e compartilhar o conteúdo. Visite em youtube.com/regionaldx